Perguntas e Respostas

A Campanha é um dos três pilares do Programa Nacional de Prevenção Primária à Corrupção (PNPPC), tendo como outros dois pilares o Banco de Propostas de prevenção Primária à Corrupção, que será alimentado pelo Chamamento Público; a Rede Colaborativa, que será composta por empresas, órgãos governamentais, ONGs e Universidades, com o objetivo de expandir, apoiar e fortalecer o combate à corrupção.

A Campanha Nacional “Todos Juntos” é responsável por divulgar o tema da Corrupção, que já está presente nas conversas do dia-a-dia dos brasileiros, buscando uma reflexão de forma qualificada, técnica e propositiva. Convidando, para isso, as universidades e escolas do país, as empresas e o governo a entenderem a gravidade do problema e tomarem atitudes definitivas no enfrentamento à Corrupção. Para que isso seja possível, é necessário a presença constante e representativa dos brasileiros de todas as partes do Brasil.

Nesse sentido, a campanha quer dar protagonismo ao cidadão. Primeiro fazendo-o refletir sobre a corrupção na cultura brasileira, nas faltas cometidas no dia-a-dia, chamadas de “microcorrupção”, e como devemos combater a corrupção que ronda nossas portas. O segundo ponto importante, é fazer com que cada cidadão seja ativo no combate à corrupção, cobrando, denunciando e não dando espaço para que atos corruptos sejam permitidos. Esperto mesmo é ser Honesto e “Não há nada mais transformador do que ser honesto onde predomina a Corrupção”.

Experiências pelo mundo, em países que enfrentaram situações críticas de corrupção, mostram que é muito importante fazer campanhas educativas e de reflexão sobre o tema Isto faz com que cada vez mais pessoas entendam que, sem a contribuição de cada um no dia-a-dia, nunca será suficiente trabalhar no combate direto à corrupção.

As Campanhas fazem parte da prevenção primária à corrupção que mostram ser imprescindível, pois vai à causa raiz da corrupção, trabalhando a cidadania e contribuindo com a construção de uma sociedade formada por pessoas solidamente arraigadas em valores morais e menos suscetíveis a serem corrompidas.

Para citar um exemplo, Hong Kong que era considerado um país de alto número de práticas corruptas e que iniciou o programa de prevenção primária e campanhas em 1974, hoje já ocupa uma posição elevada no índice de percepção da corrupção mensurado pela Transparência Internacional. Além desta experiência, é possível notar casos semelhantes em Botswana, Eslováquia, Dinamarca, dentre outros.

De muitas formas. Vamos exemplificar algumas: primeiro, baixando os materiais da campanha que se encontram no site www.todosjuntoscontracorrupcao.gov.br , este material pode ser compartilhado, reproduzido, impresso e está à disposição de cada um para que alcance mais pessoas; segundo, você pode aderir formalmente à campanha, basta preencher o formulário de adesão à campanha, disponível em www.todosjuntoscontracorrupcao.gov.br e enviar preenchido para o e-mail: contato@todosjuntoscontracorrupcao.gov.br . A partir daí você estará fazendo parte de uma rede de empresas, pessoas e órgãos públicos que querem, todos juntos, combater a corrupção em todas as suas caras

Ao aderir à campanha recomendamos aos aderentes que promovam sistematicamente debates, oficinas ou outros espaços de conversa entre seus colaboradores sobre as causas e consequências da corrupção, refletindo sobre os valores que moldam os comportamentos, quais devem ser reforçados e quais rejeitados. Podem ainda abordar o tema do combate à corrupção, buscando instrumentos para serem adotados dentro da instituição, além de formas de potencializar a mobilização da sua rede de contatos em ações desta natureza.

Divulgar as peças da Campanha e o edital de Chamamento Público, lançado em 12 de setembro de 2017, de propostas de prevenção primária para sua rede de contatos e para o máximo de pessoas possíveis, assim como apoiar as próximas fases de evolução da Campanha.

Divulgar as peças da Campanha e o edital de chamamento ublico de propostas de prevenção primária para sua rede de contatos e para o máximo de pessoas possívels.

Dar ampla divulgação ao Chamamento Público lançado em 12 de setembro de 2017;

Apoiar as próximas fases de evolução da Campanha;

O Programa Nacional de Prevenção Primária à Corrupção (PNPPC) fornecerá os modelos padrões das peças publicitárias da Campanha; divulgará em seus canais de comunicação a adesão da entidade à Campanha e; disponibilizará um Banco de Referenciais Teóricos sobre Combate à Corrupção, por meio do endereço www.todosjuntoscontracorrupcao.gov.br.

Ideias, iniciativas e apoio de qualquer ordem para a Campanha, podem ser consultados (enviadas ao email?) no e-mail: contato@todosjuntoscontracorrupcao.gov.br, porém a empresa, instituição ou pessoa, desde já, pode imprimir o material, replicar nas redes sociais e distribuí-los a qualquer público.

Toda e qualquer proposta que eduque para a cidadania, para a integridade social e que se aplique a qualquer um dos ambientes de vida: escolas, empresas, órgãos públicos, comunidades, etc. O objeto deste edital, portanto, é a identificação e o reconhecimento do mérito de programas, projetos, iniciativas e boas práticas educacionais que se destacam por contribuírem objetivamente com a prevenção primária à corrupção.

  • As propostas que forem melhor avaliadas receberão um Selo de certificação de qualidade em prevenção primária à Corrupção: selo Pro-Íntegro
  • 2 – As propostas classificadas entrarão para o Banco de Proposta e estarão disponíveis a todos no site www.todosjuntoscontracorrupcao.gov.br . Além disso, o Banco de propostas terá divulgação nacional pelas instituições integrantes da ação 6 da ENCCLA, bem como por outros parceiros.
  • 3 – As propostas certificadas com o selo, poderão participar da Rodada de Apresentação: nesta rodada as propostas serão apresentadas por seus autores para uma rede colaborativa que será formada por instituições públicas e privadas com interesse de conhecer, fomentar e apoiar a implementação das iniciativas.

Basta entrar no endereço eletrônico www.todosjuntoscontracorrupcao.gov.br ou no http://desafio.leg.br/index.html, fazer seu cadastro, subir o arquivo contendo seu projeto e adicionar um link para um vídeo apresentando a proposta. Todas as explicações estão no site www.todosjuntoscontracorrupcao.gov.br.

Poderão participar do chamamento pessoas jurídicas ou físicas (a proposta pode ser apresentada de maneira individual ou em parceria): sociedade civil, Empresas, Escolas, Academia e, Órgãos públicos em geral. Basta que façam a inscrição e apresentem ações, iniciativas, boas práticas, projetos ou programas voltados à prevenção primária à corrupção.